O senhor das folhas, da ciência e das ervas

Ossain é o senhor das folhas, da ciência e das ervas. Filho de Nanã e irmão de Oxumarê, Ewá e Obaluaê, Ossain é o orixá que conhece o segredo da cura e o mistério da vida. Todos recorrem ao orixá para a cura de suas doenças, em troca Ossain nos dá preparados mágicos: banhos, chás, infusões, pomadas e abô. Seus preparados curam as dores e as feridas.

Contos de Ifá irá apresentar em breve a fase de Ossain!
Acesse e jogo: http://www.contosdeifa.com/

#Ossain #orixá #folhas #contosdeifa

Relatório de Atividades – Laboratórios NUFAC – Ossain e Ibeji

O desenvolvimento das fases de Ossain e Ibeji, durante as atividades do NUFAC – Núcleo de Formação de Agentes da Cultura Negra, desenvolvido pelo Centro Cultural Coco de Umbigada significou um marco no formato pedagógico do projeto.

Para o desenvolvimento das fases do Contos de Ifá, as oficinas de Web Design e de Programação Web se juntaram na constituição de um laboratório para desenvolvimento de games Contos de Ifá.

  • As mudanças puderam ser sentidas em alguns processos:
  • O tempo das oficinas foi muito mais focado em ações práticas que teóricas;
  • Os participantes das oficinas buscaram realizar as tarefas que mais condiziam com seus desejos, ao invés de todxs participarem das mesmas atividades;
  • O comprometimento com horário de chegada e de saída, bem como com os dias que os participantes iriam para o projeto ficou em aberta e não mais obrigatória: nem por isso, o laboratório teve a presença diminuída: pelo contrário, os jovens se mostraram muito mais presentes e propensos a participar das aulas

Num primeiro momento, os jovens debateram, juntamente com Mãe Lúcia de Oyá e Mãe Beth de Oxum, quais seriam as histórias mitológicas que seriam contadas. Uma conversa deliciosa sobre mitos e ritos se tornou presente e constante durante todo o processo do laboratório.

Na sequência, os jovens partiram para a produção do roteiro do game e, em seguida, do desenvolvimento das imagens e ilustrações a serem utilizadas nas fases.

Num terceiro momento, todos se reuniram para o desenvolvimento dos códigos em html5, css3 e javascript para a construção das fases. Nesse momento, optou-se por finalziar a fase de ossain, pelas lógicas rituais e mitológicas e de tempo.

O que pode ser notado, durante todo esse período, foi um maior interesse dos jovens na participação das construções das fases no laboratório Contos de Ifá; para além, notou-se um senso de participação ativa na construção de um projeto, que foi todo explicitado para os jovens: fases de captação de recursos, desenvolvimento das idéias, construção dos games etc.

No momento, a fase de Ossain foi finalizada com primazia, e a fase de Ibeji está no processo de finalização.

Em breve, será possível conferir no portal principal do game (http://contosdeifa.com) as novas fases disponíveis, que ainda conta com a fase de oxumaré, em desenvolvimento na cidade de Cachoeiram, quando no lançamento oficial das quatro fases desenvolvidas em parceria com o Fundo de Cultura da Bahia.

Um site-jogo cuja finalidade é ensinar e valorizar a cultura afrobrasileira

Em março aconteceu o II Encontro de Produtoras Colaborativas, em Belém, reunindo coletivos de todo o Brasil. Uma das questões levantadas pelo encontro foi como quem trabalha sob os princípios da cultura livre e com projetos que possuem licenças em Creative Commons se sustentam.

A matéria fala de casos como a da Produtora Colaborativa PE e destaca o trabalho desenvolvido pelo Centro Cultural Coco de Umbigada que tem na fala de Mãe Beth de Oxum a apresentação de um exemplo prático do uso da tecnologia, um site-jogo, com a finalidade de ensinar e valorizar a cultura afrobrasileira. “Os personagens do jogo são os orixás, divindades do panteão africano”.

Leia na íntegra a matéria que saiu no Brasil Post.

Contos de Ifá será apresentado na 42ª Quarta dos Tambores

Evento acontece em Cachoeira (BA), nesta quarta-feira (1º)

Quem estiver nos arredores do Recôncavo Baiano nesta quarta-feira (1º) pode aproveitar para conhecer um pouco mais sobre o Contos de Ifá, a plataforma educativa sobre a mitologia afro-brasileira, desenvolvida pela 3Ecologias, em parceria com o Centro Cultural Coco de Umbigada (PE). O jogo será apresentado no Movimento Resistec, durante a Quarta dos Tambores, iniciativa de promoção e valorização das manifestações culturais de matriz africana, que acontece uma vez por mês, no município de Cachoeira (BA). A programação da 42ª edição da Quarta dos Tambores será realizada na Praça Teixeira de Freitas, a partir das 19h, no Centro Histórico.

Quarta dos Tambores busca valorizar manifestações culturais de matriz africana. Foto: Any Manuela Freitas

Quarta dos Tambores busca valorizar manifestações culturais de matriz africana. Foto: Any Manuela Freitas

O Resistec é uma parceria da Comunidade do Tambor com o Projeto Arte-Computação nas Escolas, ambos coordenados pelo professor da UFRB Jarbas Jácome. Na ocasião, Jácome e o gerente de projetos da 3Ecologias, Ricardo Ruiz, irão explicar como surgiu a ideia de criar essa plataforma e falarão também sobre o desenvolvimento das novas fases do web-game. O Contos de Ifá já possui quatro estágios no ar sobre as histórias de Exu, Odé, Ogun e Obaluaiê. A previsão é de que até o final do primeiro semestre de 2015 sejam lançadas quatro novas fases, repassando às novas gerações as histórias de Ossain, Oxumaré, Nanã e Ibeji. O projeto pretende desenvolver cerca de 256 fases do game, com ensinamentos acerca dos contos do panteão afrobrasileiro.

Desde o início de março estão sendo realizadas oficinas na Universidade Federal do Recôncavo Baiano para desenvolvimento do jogo. Os participantes são estudantes secundaristas de São Félix e Cachoeira, bem como alunos de Artes Visuais da UFRB, que participam do projeto Arte-Computação nas Escolas, desenvolvido desde abril de 2013 na região.

A realização do Contos de Ifá conta ainda com o apoio do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura da Bahia, do Fundo Brasil de Direitos Humanos, do Ministério da Cultura, da Fundação Palmares, do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) e do Pernambuco Nação Cultural. Para conhecer o jogo e obter mais informações, acesse: http://contosdeifa.com.

Quarta dos Tambores – Como de costume, a programação da Quarta dos Tambores desta quarta-feira (1º) reúne expressões culturais diversas, a fim de promover o diálogo entre os grupos culturais, artistas de resistência e os terreiros de candomblé. A Quarta é uma realização da Comunidade do Tambor (Comta) e, atualmente, recebe o apoio logístico da Prefeitura Municipal da Cachoeira, através da Secretaria de Cultura e Turismo, da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial e da Universidade Federal do Recôncavo Baiano.

No Toque das Nações o Babalorixá Idelson Sales é o convidado para saudar o Orixá Oxóssi. Já o Toque dos Artistas será comemorado o Dia Internacional da Dança, com apresentações dos coletivos de dança afro e de street dance do Grupo de Apoio ao Menor Gotas de Esperança (GAMGE), da artista Flávia Pedroso, do Hip Hop do ABW (ASSOCIATION OF B-BOYS E B-GIRLS FOR THE WORLD), encerrando com o espetáculo Fusão, do Grupo de Arte e Cultura Recôncavo da Bahia (GARBA).

Serviço:
42ª Quarta dos Tambores – Abril/2015
Quando: Quarta-feira, 1º de abril, a partir das 19h
Onde: Praça Teixeira de Freitas, Centro Histórico, Cachoeira (BA).

Programação:
Toque das Nações – Oxóssi com o Babalorixá Idelson Sales do Terreiro Ilê Axé Ogunjá
Movimento Resistec – Apresentação do Contos de Ifá, pelo gerente de projetos da 3Ecologias, Ricardo Ruiz, e pelo professor da UFRB, Jarbas Jácome.
Toque dos Artistas – GAMGE Dança Afro, Performance Mukutu, GAMGE Street Dance, ABW HIP HOP,GARBA